Crtr 11

Clique e acesse nosso Instagram

Nesta terça-feira, 18 de junho, ocorreu a reunião mensal de alinhamento da Coordenação Regional de Fiscalização (COREFI) na sede do CRTR/SC. O encontro contou com a presença dos novos membros da Coordenação, TR. Márcio de Armas Araujo – Presidente, TR. Erivelton Bitencourt da Silva – Membro, TR. Joelson Goulart Barbosa – Membro, TR. Luciano Dias da Rocha – Membro, nomeados conforme Portaria nº 07, de 10 de abril de 2024, e também do Agente Fiscal, Douglas Daniel Medeiros. Durante a reunião, foram discutidas novas diretrizes e avaliações das atividades fiscalizatórias.

A COREFI é responsável pela coordenação dos agentes fiscais e das ações de fiscalização desempenhadas por este Conselho Regional. A COREFI é coordenada pelo CRTR/SC, bem como pela Coordenação Nacional de Fiscalização (CONAFI) no âmbito nacional. Juntas, as COREFIs e a CONAFI compõem o Sistema Nacional de Fiscalização, o SINAFI, criado pela Resolução CONTER nº 13, de 09 de novembro de 2010, derrogado pela Resolução CONTER nº 08, de 11 de julho de 2015.

O presidente da COREFI, Márcio de Armas, destacou que a nova gestão tem priorizado a regionalização das fiscalizações, visando reduzir custos e otimizar as rotas diárias dos fiscais. Para isso, foi implementado um planejamento anual das atividades, mapeando as rotas de acordo com a expertise dos fiscais, dentro de um número atingível de visitas. No primeiro trimestre de 2024, os agentes fiscais Tiago Jasper Kreusch e Douglas Daniel Medeiros fiscalizaram 125 instituições de saúde em 48 municípios, abrangendo 811 profissionais.

Uma mudança significativa introduzida pela nova presidência do CRTR/SC foi a periodicidade das reuniões, que passaram de trimestrais para mensais. Essa alteração visa uma avaliação mais frequente e eficiente dos atos fiscalizatórios. Além disso, foi padronizada a liberação dos relatórios e documentação, que agora devem ser entregues pelos fiscais antecipadamente à Coordenação para uma pré-análise antes das reuniões, possibilitando uma orientação mais precisa sobre os procedimentos pós-fiscalização. Um cronograma de documentos também foi criado para facilitar esse processo. Para o próximo semestre, a COREFI pretende trabalhar na padronização nacional das fiscalizações e na ampliação dos acordos de cooperação interinstitucionais.

Uma iniciativa importante da nova presidência foi a inclusão dos fiscais nas reuniões, promovendo uma maior aproximação dos mesmos com os membros da COREFI.

Essa mudança é vista como um passo significativo para fortalecer a colaboração interna e a eficiência das operações fiscalizatórias, alinhando as ações da COREFI com os objetivos estratégicos do CRTR/SC em prol da população.